Involt – Energia Solar

Tipos de energia solar, entenda a diferença entre energia fotovoltaica e energia fototérmica

  • Blog

Dentre as diversas maneiras de se aproveitar a energia do sol, os dois tipos de energia solar mais utilizados são: energia térmica e energia fotovoltaica. A primeira é utilizada para aquecimento da água, já a segunda gera energia elétrica que pode ser consumida em casas ou empresas.

Todos os dias, mesmo que não nos demos conta, somos banhados por uma abundante fonte de energia proveniente do sol.

E, com o avanço científico e a criação de novas tecnologias, já é possível a nós captarmos essa energia proveniente do sol e a canalizarmos para uso em nossas atividades diárias.

No entanto, embora a luz seja uma só, ela traz consigo várias formas de utilização e de geração de energia, exigindo para isso o uso de tecnologias distintas.

Formas de Utilização da Energia Solar

O sol é uma fonte de energia renovável, pois se renova constantemente de forma cíclica e, entre essas, é a que apresenta maior disponibilidade e rendimento energético.

Só para termos uma noção, em um ano, a energia solar que chega até nós aqui na terra é muito maior que o nosso consumo elétrico no mesmo período, porém, infelizmente, aproveitamos quase nada desse potencial.

O aproveitamento artificial da energia solar pode ser feito de diversos modos, sendo os principais:

• Efeito Fototérmico: captação e transferência do calor proveniente da luz do sol para água e outros fluídos.

• Efeito Fotovoltaico: conversão direta da luz do sol em energia elétrica através do uso de células fotovoltaicas.

Vemos, então, que a energia solar pode ser utilizada para diversos fins, porém, entre eles, aquele que mais cresce em uso hoje no mundo é a geração de energia elétrica pela solar fotovoltaica.

A civilização humana hoje é extremamente dependente de energia elétrica e, desde o início, sempre apostamos muito nos combustíveis fósseis para gerar essa energia.

Essas fontes, como o petróleo e o carvão, embora de alto rendimento energético, apresentam um alto impacto ao nosso planeta ao emitirem CO2 e, por isso, causadoras do efeito estufa.

Por esse motivo que a procura pelo uso de fontes de energia limpas são uma prioridade hoje no mundo e tem feito da energia solar uma escolha entre os principais países do mundo, além de outras como eólica, biomassa e geotérmica. 

No entanto, apesar de ter deixado de ser a energia do futuro e estar se tornando a energia do presente, ainda existem muitos paradigmas e preconceitos em torno da energia solar fotovoltaica.

Algumas das primeiras dúvidas relacionadas aos tipos de energia solar são:

Quais são os tipos de energia solar? Qual a diferença entre energia solar fotovoltaica e aquecimento solar?

O intuito desse artigo é esclarecer de uma vez por todas as diferenças entre os módulos de energia solar fotovoltaica e os coletores solares, para que você não cometa esse erro que muitos cometem.

Tipos de Energia Solar: Diferença entre Energia Solar Térmica e Fotovoltaica

Energia Solar Térmica 

Em um sistema de energia solar térmica residencial, chamado no Brasil de Sistema de Aquecimento Solar, as placas solares são do tipo Coletor Solar Térmico, que têm a função de captar a energia térmica da radiação solar e transferi-la para a água, aquecendo-a.

Essa água será guardada em um reservatório térmico, que manterá a sua temperatura até o momento da utilização.

O tamanho do reservatório e a área de coletores solares térmicos (placa solar de aquecimento) necessários para o sistema de aquecimento solar variam de acordo à quantidade de água quente utilizada na residência.

Energia Solar Fotovoltaica

Em um sistema fotovoltaico, durante o dia os módulos fotovoltaicos captam a luz do sol e geram energia. Quanto mais luz, mais geração, por isso que o sistema irá apresentar o pico de geração durante o meio-dia.

A razão disso são que as células fotovoltaicas que compõem os módulos são extremamente dependentes da entrada das partículas de luz (os fótons) em seu interior. Assim, um bom posicionamento dos módulos também é importante. 

A energia gerada é então enviada para o inversor interativo, aparelho que transforma essa energia de corrente contínua para corrente alternada, que é o tipo utilizado em nossas residências ou empresas.

Depois de passar pelo inversor, a energia solar pode ser usada para alimentar qualquer aparelho da casa, como geladeiras, lâmpadas e aparelhos de ar condicionado, por exemplo, gerando economia na conta de luz. 

Se nem toda energia for consumida, o excedente é lançado na rede elétrica, fazendo com que você ganhe créditos energéticos.

Os inversores também são responsáveis por garantir a segurança do sistema fotovoltaico e gerar dados da geração de energia para o monitoramento do desempenho do sistema.

Quanto melhor a qualidade do equipamento, mais próximo a uma onda senoidal será essa transformação.

No sistema solar fotovoltaico residencial interligado à rede (sistema fotovoltaico on-grid) não é necessária a utilização de baterias, e a própria rede é utilizada como bateria, dando estabilidade à utilização de energia na residência. 

O fato de não precisar comprar baterias possibilita uma economia muito grande e os custos de manutenção são baixíssimos, porque não é necessário trocar baterias regularmente. Essas são apenas algumas das inúmeras vantagens dos sistemas fotovoltaicos. 

Em linhas gerais, você pode perceber que a energia fotovoltaica trata-se de uma tecnologia mais sofisticada e promissora em relação a fototérmica. E esperamos que com esse artigo você possa evitar o erro que muitos consumidores cometem ao escolher o seu sistema de captação da energia solar.


Scroll Up